Resina de Poliéster para Sublimação

Marcos Gervazoni

Marcos Gervazoni

Comecei com Sublimação em 2010, numa época onde as informações eram muito difíceis de ser encontradas. Desde 2017 à frente da Central da Sublimação para facilitar a vida de quem quer começar.

Faça como mais de 5.000 profissionais

Entre para nossa LISTA VIP e receba conteúdos exclusivos todas as semanas.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Para realizar a sublimação e personalizar produtos eles devem obedecer a uma regra muito simples que faz toda diferença no resultado final da qualidade do fotoproduto:

  • fotoprodutos de tecidos devem ter composição sintética;
  • fotoprodutos devem ter uma resina de poliéster.

Entenda mais sobre os fotoprodutos que você pode sublimar neste artigo: Fotoprodutos, posso sublimar qualquer coisa?.

Por causa da necessidade dessa resina que não é possível sublimar qualquer caneca, qualquer azulejo ou qualquer chinelo (para citar alguns exemplos).


Como acontece a Sublimação?

A sublimação é um processo de termotransferência.

Através de calor e pressão a tinta passa de uma superfície (papel) para outra (fotoproduto), fixando-se de maneira permanente.

processo-de-sublimacao
Como ocorre o processo de sublimação durante a personalização de um fotoproduto.

Para que a tinta possa fixar de forma permanente é necessário de fibras sintéticas, como o poliéster. A tinta não adere de maneira definitiva em fibras naturais.


É indicado aplicar a resina em casa?

resina-aplicação-pincelÉ fácil encontrar videos e artigos na internet que ensinam como aplicar a resina em qualquer produto. Tonando-o apto a receber a sublimação de maneira definitiva.

O que não quer dizer que seja um processo indicado. Muito pelo contrário!

A resina sublimática que é aplicada é altamente tóxica e poluente. Dessa forma estão submetidos a riscos desnecessários você (ao aplicar o produto), o seu cliente (que usará esta um produto com essa resina) e o meio ambiente (por não ter às condições adequadas).

Além de tudo isso há também a questão técnica da aplicação: o processo exige alguns cuidados e detalhes bastante específicos.

A aplicação incorreta (amadora) vai trazer mais prejuízos do que economia ao seu processo comprometendo o seu produto final, a sua saúde, a de seu cliente e o meio ambiente.
resina-bolhas
Exemplo de resina de má qualidade / má aplicada: formação de bolhas após a sublimação, comprometendo o produto final.
Recomendamos que sejam adquiridos produtos já preparados. Isso evitará gastos de tempo e energia desnecessários. Foque no seu processo e no seu produto. Não arrisque a sua saúde em processos milagrosos que podem trazer-lhe prejuízos.

Gostou? Envie a um amigo!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Gostou? Compartilhe com seus amigos:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
E-mail

Artigos Relacionados

aulas iniciam em 09/12

curso grátiscomo estampar canecas

Aproveite a oportunidade! Inscreva-se em nosso curso gratuito e aprenda detalhes para personalizar canecas!
Dúvidas? Me chame!