O que é sublimação em fotoprodutos?

Compartilhe o post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Talvez você não saiba exatamente a resposta, mas com certeza já recebeu algum brinde/presente com a personalização de uma marca, certo? Isso é a sublimação, uma TÉCNICA DE PERSONALIZAÇÃO que pode ser aplicada em diversos produtos: chinelo, chaveiro, caneca ou camiseta.

Trata-se de uma área em constante crescimento por desenvolver produtos criativos e personalizados com a identificação de uma logomarca, foto ou qualquer que seja a estampa desejada.

Os avanços tecnológicos possibilitaram a reformulação de tintas, papéis e prensas térmicas sendo possível agregar ainda mais qualidade no produto, criatividade e agilidade para as entregas.

Os três pilares fundamentais para esse processo são:

  • TEMPO: deve ser respeitado o tempo adequado de cada fotoproduto para que o processo ocorra corretamente.
  • TEMPERATURA: responsável por permitir o processo de sublimação.
  • PRESSÃO / CONTATO: fator que direciona o “caminho” para o qual a sublimação deve acontecer.


Essas três condições devidamente ajustadas são o que vão garantir que a estampa seja fixada, de maneira definitiva, ao fotoproduto, deixando-o personalizado e possibilitando que seja vendido como um Produto Personalizado.

Para que essas condições sejam alcançadas de maneira satisfatória são necessários que os insumos (fotproduto, tinta e papel) sejam específicos para a sublimação.

Ao aplicarmos calor as fibras do material se expandem ao serem aquecidas, deixando espaços intermoleculares. Estes espaços permitem que o corante sublimático que está depositado no papel seja transferido para estes espaços.

Ao voltar à temperatura ambiente as fibras voltam ao seu tamanho original fechando os espaços e encapsulando o corante sublimático. Dessa forma a impressão é fixada no fotoproduto de maneira permanente.

É preciso estar atento ao fato da sublimação não ocorrer em fibras naturais (algodão, por exemplo). Por isso, um tecido precisa ter uma composição sintética, como o poliéster. Demais materiais como alumínio, madeira e porcelana também precisam de revestimento em poliéster.

Diferente do que se pensa, ao sublimar uma caneca, por exemplo, a
tinta não adere na porcelana, e sim no revestimento de poliéster que
essa caneca possui.

Ficou curioso sobre o mercado? Tem interesse na sublimação? Quer saber como lucrar com produtos personalizados? Conheça o e-book abaixo:

Outros artigos que podem te ajudar...