Gambiarra não é criatividade!

Marcos Gervazoni

Marcos Gervazoni

Comecei com Sublimação em 2010, numa época onde as informações eram muito difíceis de ser encontradas. Desde 2017 à frente da Central da Sublimação para facilitar a vida de quem quer começar.

Faça como mais de cinco mil pessoas

Entre para nossa LISTA VIP e receba conteúdos exclusivos todas as sextas-feiras

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Com frequência é anunciado em videos no Youtube maneiras “criativas” de estampar produtos. Eu tenho certeza de que você já viu um vídeo de alguém mostrando como utilizar uma fritadeira elétrica para estampar uma caneca. Se não viu esse, certamente já viu alguma postagem de uma pessoa utilizando o forno elétrico para personalizar.

Para alguns isso é um sinal de criatividade, para outros isso não passa de uma maneira de gambiarra. Confesso que não me surpreendo com essa inventividade dos profissionais do setor, afinal, é do nosso dia-a-dia fazer mais com menos. E por isso acabam surgindo desde as soluções mais geniais até as mais bobas – podendo dizer até erradas.

Essas “soluções” vão desde “utilizar papel comum ao invés de papel sublimático” a até “não precisa de uma prensa para estampar produtos“. E tudo isso, por vezes, é dito e repetido por “professores” da área – pessoas que, em teoria, deveriam propor melhores práticas para você trabalhar com Sublimação, e não o contrário.

A lista de “gambiarras” não é pequena na Sublimação. Mas eu acredito ser papel fundamental de pessoas que compartilham o conhecimento em combatê-las, afinal, a gambiarra é prejudicial ao profissional, ao negócio, ao produto e ao cliente. O que deve ser incentivado e compartilhado são informações, métodos, tecnologias e práticas criativas: que melhoram o produto, reduzem os custos de produção e agilizam a produção, por exemplo.

Não basta apenas olhar o resultado final e ver se está “parecido” com o do método correto. Há mais fatores a ser observados como:

Quais os custos desse processo?
Para sublimar uma caneca em uma fritadeira elétrica você leva aproximadamente 15 minutos enquanto numa prensa para canecas leva menos de 5 minutos. Ou seja, a produção, neste caso, é um terço mais lenta do que o processo mais utilizado. Dessa forma o custo do tempo de produção de 1 caneca numa fritadeira elétrica é 300% maior que o custo do tempo de uma caneca personalizada em uma prensa de canecas. Além disso o custo operacional também aumenta, afinal, o consumo energético de uma fritadeira elétrica é maior que o da prensa para canecas. Isso tudo deve ser posto a prova – a saúde financeira de qualquer negócio passa pela gestão dos seus custos operacionais.

Quais os riscos envolvidos?
O maquinário desenvolvido para a sublimação é específico para essa finalidade, por isso tem alguns atributos que simplificam o manuseio dos produtos, conferindo mais agilidade e segurança. Afinal este é um trabalho que envolve o manuseio de itens com alta temperatura e ninguém quer se queimar.

Qual o controle do processo?
Por mais que a grande maioria dos profissionais da sublimação sejam autônomos – pessoas que trabalham sozinhas – e não uma grande empresa com diversos setores que cuidam de cada etapa do processo é importante manter um controle de padrão de processo para saber o que corrigir quando algo der errado. Com um processo “adaptado” isso dificilmente será possível.

A diferença de criatividade para gambiarra é essa. Na gambiarra você procura um resultado final igual ou parecido com o padrão atual, independente do quanto isso custe ou do quanto isso demore. A criatividade, por sua vez, é um caminho que visa otimizar o processo atual através de técnicas mais rápidas, mais baratas, mais seguras e mais eficientes. A criatividade visa a evolução, a gambiarra não tem essa preocupação.

Não caia no comodismo de acreditar que “o importante é fazer”. Se você realmente quer ser um profissional precisa se comportar como um durante todo o processo: desde o atendimento ao cliente, a produção, e a entrega do produto. Seja crítico com as informações recebidas, questione sempre!

Gostou? Envie a um amigo!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Gostou? Compartilhe com seus amigos:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
E-mail

Artigos Relacionados

avaliação

GOSTOU DO QUE LEU?

Clique no botão ao lado e diga o que você acha da Central da Sublimação!

Dúvidas? Me chame!